Centro de Cultura Católica: 50 anos ao serviço da formação na diocese do Porto

Centro de Cultura Católica do Porto (CCC) celebra no presente ano letivo 50 anos ao serviço da formação do Povo de Deus na diocese do Porto. Foi criado em 1964, ao tempo do II Concílio do Vaticano como «um centro de irradiação da cultura católica, principalmente para o laicado», como refere uma Nota da Secretaria Episcopal de 20 de agosto daquele ano. Depois do necessário período de inscrições, as atividades letivas iniciaram-se em 4 de novembro daquele ano.

No próximo dia 25 de outubro, sábado, às 14.30 horas, vai realizar-se nas instalações do CCC, na Casa da Torre da Marca, aSessão solene comemorativa do cinquentenáriopresidida por D. António Francisco dos Santos, bispo do Porto. A sessão coincidirá este ano com a abertura solene do ano letivo.

Mais
 
Homilia na celebração dos 900 anos da restauração da Diocese do Porto

1.Celebramos, com alegria e gratidão, este dia, 900 anos depois de D. Hugo, Bispo do Porto, ter escolhido este local para aqui erguer a Sé, estabelecer a sua sede e construir a cidade episcopal. É de saudação e gratidão esta minha primeira palavra nesta hora. Saúdo-vos e agradeço-vos, amados diocesanos, pela Igreja que somos. Sede bem-vindos!

Vimos de longe. De longe, na história desta Diocese, a que o tempo deu tons e cores, formas e espaços, em vidas oferecidas por inteiro a Deus para servir o mundo. Queremos fazer memória de todos quantos nos legaram, em herança, o dom da fé e trilharam antes de nós o caminho do anúncio do evangelho. Recordo, hoje, e rezo por todos os que serviram e amaram a Igreja do Porto.

Vimos de longe. De longe, na diversidade das 477 paróquias que constituem a nossa Diocese, com mais de dois milhões de católicos, pedras vivas da Igreja. Demos graças a Deus, que aqui nos conduziu e aqui nos congrega, à volta do mesmo e único altar da Eucaristia. A vida humana é uma viagem. E a vida das comunidades é um caminho no horizonte imenso da história, em cada tempo e em cada lugar. Assim acontece connosco, em Igreja, no Porto.

Mais
 
HOMILIA NA EUCARISTIA DOS 50 ANOS DA ULTREIA DE MATOSINHOS

1.Celebramos esta Eucaristia na Igreja de S. Miguel de Leça da Palmeira, em cuja paróquia, há precisamente 50 anos, se iniciaram as Ultreias do Movimento dos Cursilhos de Cristandade, na Vigararia de Matosinhos.

Estamos a viver em Portugal, desde há algum tempo, o jubileu do Movimento dos Cursilhos de Cristandade em cada Diocese. Lembremos que o primeiro Curso de Cristandade, em Portugal, foi realizado em Fátima, em novembro de 1960. Os Cursilhos de Cristandade tinham começado, em Espanha, em 1944.

Mais
 
HOMILIA NA ORDEM DE S. FRANCISCO

1. A palavra de Deus, hoje proclamada, reconduz-nos ao espírito do profeta Isaías que se apresenta ao povo como um servidor dócil. Isaías encontra em Deus o sentido para a sua vida e a fortaleza para a sua missão e fala de Deus ao povo de Israel como “Senhor que preparará para todos os povos um banquete … e enxugará as lágrimas de todas as faces”( Is 25, 6-10).

A visão de Isaías ganha pleno cumprimento no tempo de Jesus, traduzido na parábola do Evangelho, que nos fala de um rei que prepara um banquete para os seus servidores, mas que eles recusam. O banquete realiza-se, por vontade expressa do rei, apesar dessa recusa dos convidados, e serão os simples, os esquecidos nas margens e nas encruzilhadas dos caminhos, os ignorados da vida e os pobres, aqueles que não vemos porque não olhamos, e os que não convidamos porque não queremos sentar à mesa, a participar no banquete preparado. Convidar e sentar alguém à nossa mesa é dizer-lhe que é grande a sua dignidade, que ele é nosso amigo, que ele ascende à nossa família, que ele tem o lugar que o amor de Deus e a bondade humana lhe oferecem por direito.

Mais
 
SAUDAÇÃO NA ABERTURA DO COLÓQUIO INTERNACIONAL “UM PODER ENTRE PODERES” NOS 900 ANOS DA RESTAURAÇÃO DA DIOCESE DO PORTO

 

Uma palavra de saudação

A minha primeira saudação dirige-se a todos os organizadores e participantes deste Colóquio Internacional: “Um poder entre poderes”, promovido para celebrar 900 anos da restauração da diocese do Porto e da construção do Cabido Portucalense. Quero agradecer desde já esta bela iniciativa que se deve à decisão comum e ao trabalho conjunto do Cabido da Catedral do Porto, do Seminário Maior de Nossa Senhora da Conceição e do Centro de Estudos de História Religiosa no Porto (CEHR) – Gabinete D. Armindo Lopes Coelho.

Mais
 
Mensagem à Diocese nos 900 anos de restauração da Diocese

A bênção de uma bela e longa história

A administração eclesiástica e a organização do território que agora constitui a Diocese do Porto lançam raízes nos séculos V e VI da nossa era e falam-nos primeiramente de Meinedo e depois de Portucale como sedes da nossa Diocese. Só seguidamente surge a referência explícita ao Porto, como sede diocesana.

Mas foi sobretudo a partir de D. Hugo, Bispo do Porto desde 1114 a 1136, que a Diocese do Porto assumiu um trajeto consolidado na história e organizado na ação pastoral.

Com D. Hugo consubstanciou-se a necessária e desejada restauração da Diocese, depois da reconquista cristã do território a norte e a sul do Douro. D. Hugo decidiu a sede, iniciou a edificação da Sé, construiu a primeira residência episcopal e a partir de uma e de outra desenvolveu a Cidade e delineou os limites geográficos do território eclesiástico da Diocese do Porto. Ao bispo D. Hugo devemos muito do que hoje somos como Diocese e como Cidade.

Celebrar 900 anos de restauração da Diocese é um marco jubilar que nos faz conhecer o passado, nos ajuda a compreender o percurso histórico do tempo, ao longo destes nove séculos, e nos decide a fazer desta data um “ano abençoado de graça” ( Is 61, 2).

Mais
 
“A alegria do evangelho é a nossa missão”

Iniciamos no passado dia 9 de setembro, aniversário da dedicação da Igreja Catedral do Porto, o novo Ano Pastoral na nossa Diocese.

Nesse momento anunciei à Diocese o lema que nos vai guiar ao longo do Ano Pastoral de 2014-15: “A alegria do Evangelho é a nossa missão”.

Inspira-se esta escolha do lema na urgência da evangelização a que o magistério da Igreja ultimamente nos tem convocado e nas experiências mais recentes vividas pela Diocese do Porto, como sejam a Missão 2010 e as Jornadas Vicariais da Fé, entre muitas outras iniciativas a nível paroquial, vicarial e diocesano ou no âmbito dos Secretariados e Movimentos.

Mais
 

Consultar Arquivo

Mais Notícias


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

ENTRADA SOLENE - D. António

Recursos Gráficos - Ano Pastoral 2014/2015
2014-09-18 13:43:11
Recursos Gráficos - Ano Pastoral 2014/2015
2014-09-18 13:42:48
Recursos Gráficos - Ano Pastoral 2014/2015
2014-09-18 13:38:23
Colóquio Internacional - 17-18 Outubro
2014-07-11 11:52:26
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.