Homilia na Solenidade de Cristo Rei do Universo

1. A imagem pastoril que nos dá o evangelho de hoje ilustra, de forma acessível e eloquente, a mensagem que Jesus pretende transmitir aos discípulos de todos os tempos: a opção pelo futuro constrói-se no presente, a relação solidária vive-se em atitudes concretas, a glória do Pai brilha nos gestos de fraternidade, a atenção àqueles a quem a vida não sorriu por malvadez humana, manifesta o reconhecimento de quem se identifica com eles e por eles vela com a máxima consideração.

Mas, “quando foi que te vimos?” Perguntam aqueles que veem o seu agir solidário reconhecido e recompensado. Ver a Deus, reconhecê-lo e encontrá-lo é a grande aspiração do coração humano. E a resposta a esta pergunta essencial é surpreendente. Não deixa margens para dúvidas. Não tece considerandos desnecessários nem dá alternativas inúteis. Não supõe informação prévia nem faz exigências futuras. A mim atendestes quando atendestes os pobres que precisam de alimento, de abrigo, de vestuário, de presença fraterna, de amizade e de liberdade. Isto significa que a causa de deus se vincula definitivamente à causa dos seres humanos. ( cf. Mt 25, 31-46).

Mais
 
SANTA MARIA DO PORTO - O tempo e a memória

 

 

Espetáculo sobre os 900 anos da restauração da Diocese do Porto

 

 

 

No quadro das comemorações dos 900 anos da restauração da Diocese do Porto e da construção do Cabido Portucalense, vem o Bispo Diocesano, D. António Francisco dos Santos, e o Presidente do Cabido Portucalense, Cón. Doutor Arnaldo Cardoso de Pinho, convidar V/ Ex.ª para o espetáculo intitulado “SANTA MARIA DO PORTO. O tempo e a Memória”, que terá lugar no próximo dia 8 de dezembro de 2014, na Sé Catedral do Porto, às 21h30. Para obter mais informações sobre este evento, é favor consultar o documento em anexo ou pedir informações através do e-mail:  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

Mais
 
Homilia nos 25 Anos do Centro de Reflexão e Encontro Universitário do Porto (CREU - IL)

1.Encontramo-nos, hoje, neste penúltimo domingo do Tempo Comum do ano litúrgico, com a bela e expressiva parábola dos talentos. Esta linguagem do evangelho entrou no vocabulário da sabedoria dos povos e tornou-se gramática do nosso viver quotidiano. A ética social fez mesmo desta parábola do evangelho momento inspirador do viver humano ao lembrar-nos que “cada pessoa deve saber empregar bem os seus talentos”.

O evangelho convida-nos, todavia, a ver mais longe para lá da simples e correta utilização das qualidades humanas e da aceitação natural deste imperativo ético.

Mais
 
NOMEAÇÕES

 

PARA O SERVIÇO DO POVO DE DEUS

Na manhã da Ressurreição, os discípulos receberam de Cristo o mandato que envia em missão todos os que n´Ele crêem: “Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mt. 28, 19-20).

 

Mais
 
Comunicado

1. No passado mês de julho teve lugar a nomeação de sacerdotes para novos múnus pastorais, como é habitual acontecer todos os anos em todas as dioceses do País. Na Diocese do Porto foram quarenta e um sacerdotes que assumiram novos múnus pastorais pela nomeação então feita. Consulte www.diocese-porto.pt . A mudança e o chamamento dos sacerdotes para assumir novos múnus pastorais é sempre precedida por um diálogo entre o bispo e o sacerdote e é neste espaço de diálogo, de comunhão, de sentido de Igreja diocesana e em ordem ao serviço de todo o Povo de Deus que as nomeações se preparam e se decidem.

Anexos:
Fazer download deste arquivo (Comunicado.doc)Comunicado
 Diocese do Porto - 14 de Novembro de 2014
Fazer download deste arquivo (memorando.doc)Memorando
 Diocese do Porto - 14 de Novembro de 2014
Mais
 
UMA CASA PARA A ALEGRIA DO EVANGELHO - Caminhada Advento - Natal

“Digo ao Senhor: «Vós sois o meu Senhor, sois o meu bem…Ensinar-me-eis o caminho da vida; na vossa presença gozamos a plenitude da Alegria” (Salmo 16, 2-11)

 

Saúdo-vos, amados diocesanos, com as palavras do salmo 16 para que sintamos a presença de Deus no coração da nossa vida, no aconchego das nossas casas e no dinamismo da nossa missão. Convido-vos para a missão de levar a alegria do evangelho a cada casa e a cada família da nossa Diocese.

Iniciamos o ano pastoral 2014-2015 na Diocese do Porto, a 9 de setembro, na Sé, em dia solene da dedicação da Catedral. Alguns dias depois, a 15 de setembro, alegrámo-nos ao celebrar 150 anos do Seminário Maior de Nossa Senhora da Conceição. Um mês depois, de 17 a 19 de outubro, congregávamo-nos em Colóquio Internacional e em Celebração jubilar da Eucaristia também a partir do Seminário e da Sé para celebrarmos 900 anos da restauração da Diocese e da construção do Cabido Portucalense.

Num e noutro lugar anunciei o desejo pastoral de irmos irradiando por todas as comunidades cristãs, movimentos apostólicos, instâncias de corresponsabilidade pastoral e serviços diocesanos esta consciência de sermos uma só Igreja Diocesana, unida e em comunhão de pessoas, de famílias, de ministérios, de dons e de serviços.

Mais
     

Consultar Arquivo

Mais Notícias


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

ENTRADA SOLENE - D. António

Documentos de apoio - PDF
2014-11-19 11:21:26
Diocese do Porto - 14 de Novembro de 2014
2014-11-14 18:48:27
Diocese do Porto - 14 de Novembro de 2014
2014-11-14 18:46:34
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.