Faixa publicitária
Mensagem à Diocese

 

Caros Sacerdotes,

Uma saudação fraterna com votos de que este tempo vos ofereça os dias necessários de repouso e de férias, que vos permitam recuperar energia e ânimo para o novo ano pastoral que vai começar.

Escrevo-vos esta mensagem para deste modo tornar extensivo a toda a Diocese o apelo a vivermos estes dias em comunhão mais intensa com o Papa Francisco e com as suas intenções.

Decorre desde hoje, dia 13 de agosto, até dia 18 deste mês a Viagem Apostólica do Papa Francisco à Coreia do Sul, por ocasião da VI Jornada da Juventude Católica Asiática. Queremos estar com o Santo Padre neste encontro com o Continente Asiático e com ele sentir o testemunho dinâmico de uma Igreja jovem que está a crescer na fé e no anúncio corajoso da alegria do Evangelho.

Mais
 
Homilias do Bispo do Porto na Peregrinação Aniversária de agosto ao Santuário de Fátima

 

Irmãos e Irmãs peregrinos

Irmãos e Irmãs Emigrantes

1. O texto do Evangelho, agora proclamado, descreve-nos o ambiente da hora da paixão de Jesus e narra-nos em pormenor o que Jesus, sua Mãe e João, o discípulo, ali viveram.

Da palavra de Jesus depreendemos a importância daquele momento e aprendemos o significado daquele gesto. Jesus quis confiar sua Mãe a João, o discípulo sempre presente.

É, assim, como filhos e irmãos, que aqui estamos, hoje, também nós, protagonistas desta hora, como se a cada um de nós Jesus confiasse sua Mãe e nos entregasse a nós ao seu cuidado e ao seu desvelo de Mãe. Este é o sentido maior desta peregrinação: confiarmo-nos à bênção e à proteção da Mãe de Jesus e levar a partir daqui Nossa Senhora connosco para nossas casas.

Mais
 
HOMILIA NA EUCARISTIA DO IV ACAESTE – PORTO - 2014

1. Os meses de verão são vividos na Igreja, em Portugal, como tempo de numerosas atividades voltadas para os jovens e protagonizadas por eles. Os acampamentos de escutismo assumem particular relevância neste contexto, como momentos essenciais de vida e de formação dos seus participantes. Os acampamentos constituem uma vertente fundamental do espírito escutista e do seu carisma fundador, que nos anima e orienta desde a origem.

Aqui estou, por isso, para vos dizer: sede bem-vindos ao ACAESTE – Porto - 2014. Somos uma Diocese e uma Região com numerosos Agrupamentos. Tive a alegria de me encontrar convosco, logo no início do meu ministério na Diocese, no Dia Diocesano da Juventude e Dia de S. Jorge, nosso padroeiro, no passado dia 13 de abril, nessa bela Jornada que vivemos no Palácio Cristal da nossa cidade do Porto.

Mais
 
HOMILIA DO SENHOR D. ANTÓNIO NO JUBILEU SACERDOTAL DOS PADRES ORDENADOS EM 1964

 

1.É de alegria vivida à volta do altar a razão que nos traz a esta Igreja Catedral do Porto. Reunimo-nos para celebrar com alegria e gratidão o jubileu sacerdotal destes irmãos sacerdotes, ordenados presbíteros no dia 2 de agosto de 1964. Queremos, com acrescentada alegria, celebrar a gratidão pelo Presbitério que somos no Porto.

Saúdo-vos, com particular afeto, irmãos sacerdotes: Cónego Amadeu Ferreira da Silva, Padre Domingos de Lima Milheiro Leite, Padre Joaquim Maia Moreira de Sousa, Padre José de Almeida Campos, Padre José Pereira (C.M.), Padre Manuel Dias da Silva, Padre Marílio da Costa Faria e Cónego Rui Osório de Castro Alves. Este momento é tempo de encontro com este chão sagrado donde partistes há 50 anos para longos e abençoados caminhos de missão. Quero, com a minha presença, dizer-vos que a alegria que aqui nos traz é alegria de toda a Igreja do Porto. Lembro a memória abençoada dos vossos pais, familiares, formadores e companheiros, que já partiram ao encontro de Deus. Por todos rezamos!

Mais
 
NOMEAÇÕES

Para o serviço do Povo de Deus


Consciente de que “os presbíteros diocesanos são os principais e insubstituíveis colaboradores da ordem episcopal, investidos do único e idêntico sacerdócio ministerial, o Bispo associa-os à sua solicitude e responsabilidade pastoral de forma que se cultive sempre o sentido da Diocese, fomentando ao mesmo tempo o sentido universal da Igreja” (cf. Diretório para o Ministério Pastoral dos Bispos, n. 75);

Atento à idade, à saúde e ao trabalho pastoral dos presbíteros, cumpre-me destacar a generosidade e a dedicação testemunhadas ao longo de toda a vida pelos sacerdotes que, por motivos de saúde ou de idade, cessam os seus múnus pastorais, concretamente: P.e Alberto Laranjeira, P.e Avelino Vieira Alves, P.e José Ferreira Monteiro e P.e Manuel Moreira de Paiva.

Quero agradecer e louvar a disponibilidade e a comunhão manifestadas por quantos agora assumem novas responsabilidades pastorais. Acompanho a todos e a cada um na oração e na dedicação.

 

Os três novos sacerdotes, recentemente ordenados e agora nomeados para os seus primeiros múnus pastorais, são uma bênção de Deus, que devemos saber agradecer e são um sinal de confiança no futuro da Igreja, que devemos saber merecer.

Mais
   
Propostas do Centro de Cultura Católica para 2014/2015

Este ano encontra-se marcado pela celebração dos 50 anos do CCC, criado em 1964, no contexto entusiástico do Concílio, como «um centro de irradiação da cultura católica, principalmente para o laicado». Celebraremos este aniversário na sessão solene de abertura do próximo ano letivo, em 25 de outubro, às 14.30 h., com a presença do nosso Bispo e com uma conferência do Doutor Alfredo Leite Soares, subordinada ao tema Do Concílio até hoje: o laicado nos documentos da Igreja.

O ano letivo 2014/2015, marcado pela celebração jubilar, será subordinado ao lema Formar para uma Igreja “em saída”, inspirado na exortação apostólica Evangelii Gaudium do papa Francisco. Por isso, o CCC junta às propostas habituais o ciclo A Missão Evangelizadora da Igreja, a realizar de outubro a fevereiro, pensado em conjunto com o Secretariado Diocesano das Missões e a Formação do Diaconado Permanente. Este ciclo contempla duas conferências e um documentário comentado.

Mais
 
Homilia do Bispo do Porto na Celebração dos 275 Anos da Igreja de Santo Ildefonso

 

1.Uma das definições mais belas que Jesus deu de Si mesmo foi esta: «Eu sou o bom Pastor» (Jo 10, 11). Para os seus concidadãos e contemporâneos que conheciam bem o ambiente pastoril da época e da terra certamente foi fácil idealizar a figura e identificar a missão daquele que acolhe com alegria logo pela manhã o seu rebanho, que o conduz a verdes prados, que o protege dos perigos, o ampara nas dificuldades, o guarda com desvelo, o socorre com carinho em horas de doença e o defende dos inimigos.

Mas Jesus acrescenta um pormenor de atenção, aparentemente estranho e surpreendente: «Há muitas ovelhas que não pertencem ao rebanho e é preciso ir em busca delas, para que haja um só rebanho e um só pastor» (Jo 10, 16). Mesmo que para isso seja necessário dar a vida como Ele fez.

Mais
 

Consultar Arquivo

Mais Notícias


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

ENTRADA SOLENE - D. António

Colóquio Internacional - 17-18 Outubro
2014-07-11 11:52:26
Colóquio Internacional - 17-18 Outubro
2014-07-11 11:49:30
Programa e ficha de inscrição
2014-06-19 11:24:02
Contacto Professores EMRC Porto
2014-05-09 10:31:49
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.