Faixa publicitária
Contemplar Cristo com Maria PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Propostas pastorais para a Missão - Maio

rosário

Propostas para contemplar os Mistérios do Rosário

“... os mistérios do Rosário, seguindo
com Maria todos os momentos da vida de Cristo,
para que sejam também a nossa vida: gozosa,
luminosa, dolorosa e gloriosa!”


+ Manuel Clemente


Conteúdo deste volume e sugestões para o seu uso

Caderno díptico com palavra do Bispo, integração desta iniciativa no Ano Sacerdotal,
e indicações para uso do volume
Caderno díptico com reflexão sobre o Rosário como oração evangélica
Caderno díptico com reflexão sobre a fidelidade de Maria, em tempo pascal
Quatro cadernos trípticos com cinco esquemas de Rosário, organizados segundo o
critério dos Mistérios
Quatro cadernos trípticos (a cores), contendo cada um deles uma série de Mistérios do Rosário,
um pouco mais longos nas citações e meditações e com uma pequena prece, para a iniciativa
O Rosário nos Lugares de Viver (explicada adiante). Também nestes cadernos figuram propostas
de jaculatórias e de oração final para cada série de Mistérios.


Em síntese, apresentam-se seis esquemas completos de Rosário, com breves citações bíblicas
e também breves meditações. O objectivo é favorecer o tempo do silêncio, após a enunciação
do Mistério, e entre a citação bíblica e a meditação e mesmo a prece curta, que em algumas
propostas aparece, antes da recitação do Pai Nosso e das Avé-Marias. Pretende-se sublinhar a
dimensão contemplativa da oração do Rosário. Dando tempo à interiorização do Mistério, a
repetição rítmica das palavras ajuda à contemplação. É necessário ajudar a que a devoção do
Rosário vá além da repetição mecânica e rotineira das palavras sabidas.
Para cada série de Mistérios apresentamos uma invocação dirigida a Maria e centrada na
realidade do Mistério de Jesus proposta à contemplação, que terá sempre como resposta: Convosco
contemplamos Jesus Cristo. Propomos que, entre cada Mistério, se diga apenas esta
jaculatória e o Glória, na mesma linha de relevar a contemplação, que pede mais silêncio que
palavras. Neste sentido, cantando a jaculatória e o Glória com uma fórmula simples, talvez
pudessem mesmo ser dispensados os cânticos durante a oração em comum, reservando-se
estes apenas para o princípio e o fim. Também para cada série de Mistérios apresentamos
uma oração que pode concluir a oração em comum.
Um dos esquemas, impresso em dípticos a cores, destina-se a uma iniciativa especialmente
pensada no âmbito da Missão 2010 – O Rosário nos Lugares de Viver. A finalidade é que, uma
vez em cada semana, em dias diferentes de acordo com a ordenação dos Mistérios pelos dias
(ou outra) os cristãos tomem a iniciativa de fazerem a oração do Rosário nos lugares em que
vivem – nas próprias casas, prédios, ruas, bairros, lugares com referência mariana – convidando
vizinhos e amigos para esta oração. Levar mais longe esta devoção, que, porque mariana,
é tão familiar, ainda que por muitos já esquecida.
Houve a preocupação de fornecer material facilmente fotocopiável, para favorecer e facilitar
o uso por parte das Comunidades.

 



Agradecimentos
Ao Avelino Leite, Pintor, que ofereceu 21 Aguarelas originais.
Ao Miguel Vilaça Carneiro, CW design, que concebeu e realizou
Ao José Teixeira, Tipografia Clássica, que patrocionou a produção e edição

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

D. António Francisco dos Santos fala sobre o padre Joaquim Cunha, sacerdote mais idoso de Portugal

Catequese Infantil
2017-04-27 14:38:43
Guião
2017-04-27 14:37:25
Pagela
2017-04-27 14:36:55
JORNADAS DE PASTORAL VOCACIONAL
2017-04-27 14:36:19
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.