Faixa publicitária
Padre António Augusto de Oliveira Azevedo nomeado Bispo Auxiliar do Porto PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias - Notícias

Celebremos a gratidão e a esperança

O Papa Francisco nomeou hoje, dia 9 de janeiro de 2016, o Padre António Augusto de Oliveira Azevedo, Bispo Auxiliar do Porto.

Celebremos a gratidão em acção de graças a Deus que concede à Igreja do Porto a bênção de um novo Bispo Auxiliar e dá ao nosso ministério episcopal mais um irmão dedicado e um colaborador generoso.

Celebremos a esperança que Deus oferece à Igreja do Porto, ao chamar ao ministério episcopal um dos membros do seu Presbitério, para que nele se cumpra, também, a passagem da Escritura que o evangelho da liturgia de anteontem nos recordava. “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me ungiu para anunciar a boa nova aos pobres” (Luc 4, 18).

O Padre António Augusto assumiu desde a ordenação presbiteral, em 1986, diversos múnus como Pároco, Capelão militar, Membro da Equipa Formadora e Reitor do Seminário, Professor da Faculdade de Teologia e no Centro de Cultura Católica,  Capelão da Universidade Católica, no Centro Regional do Porto, Juiz do Tribunal Eclesiástico, Assistente Diocesano do Centro de Preparação para o Matrimónio (C.P.M.) e da Acção Católica Operária (LOC e JOC, Conselheiro espiritual das Equipas de Nossa Senhora, Secretário do Conselho Presbiteral e Responsável pelo acompanhamento dos Padres novos.

 

Esta multifacetada experiência pastoral testemunha a sua preparação para a missão que o Papa Francisco lhe confia, oferece-lhe conhecimento da vida diocesana, dá-lhe proximidade aos sacerdotes que tem ajudado a formar e confere-lhe a autoridade que aos discípulos de Jesus se pede e que consiste na rectidão de vida para O seguir e na prontidão para servir, onde Deus nos chama e nos envia.

A Igreja do Porto acolhe com alegria, na oração e na gratidão, mais esta bênção que o Papa Francisco nos concede. O Padre António Augusto traz para o ministério episcopal o testemunho da sua vida, a generosidade da sua entrega, o valor do seu saber e a serenidade com que mais uma vez acolheu um novo chamamento de Deus.

Queremos assegurar, em nome de toda a Diocese, ao Padre António Augusto a comunhão fraterna, a dedicação agradecida e a oração constante. A sua resposta ao chamamento de Deus vai trazer-nos novo ânimo e aumentado vigor para percorrermos o caminho de renovação pastoral na nossa Diocese, realizando o sonho de Deus para a Igreja do Porto, Igreja de portas abertas, de rosto missionário e de coração misericordioso.

A eleição e a ordenação episcopal do Padre António Augusto em pleno Ano Santo da Misericórdia constituem para todos nós uma bênção e um incentivo para fazermos da “Alegria do Evangelho nossa Missão” e proclamarmos com renovada convicção: “Felizes os Misericordiosos!”.

Confiemos a Nossa Senhora, Padroeira da Cidade e da Diocese do Porto, o Padre António Augusto, que Deus, no seu desígnio e na sua bondade, escolheu para Bispo da Igreja.

Confiemos à Mãe de Deus e nossa Mãe a sua missão, para que seja sempre profeta da justiça, apóstolo da bondade e mensageiro da misericórdia.

Porto, 9 de janeiro de 2016

+ António Francisco dos Santos, Bispo do Porto

+ António Bessa Taipa, Bispo Auxiliar do Porto

+ Pio Alves de Sousa, Bispo Auxiliar do Porto

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

Missa da Peregrinação diocesana do Porto de 9 de Setembro 2017

Angelus TV

rito da coroa / pegada / preces
2017-11-29 11:43:29
Vigília
2017-11-02 17:36:10
Rosário
2017-11-02 17:35:48
Áudio
2017-11-02 17:34:38
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.