Faixa publicitária
Homilia - MISSA CRISMAL PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Documentos - Homilias 2018

Sé do Porto

Quinta Feira Santa

2018.03.29

O nosso Bispo Eleito, Senhor D. Manuel Linda, não podendo estar pessoalmente a presidir a esta celebração, está, certamente no nosso coração e na nossa esperança.

Temo-lo presente e por ele rezamos ao Senhor.

1 – Vamos proceder, nesta Missa Crismal, à consagração do Óleo do Crisma e à bênção do Óleo dos Catecúmenos e dos Enfermos. Serão levados pelos presbíteros presentes para todas as paróquias e comunidades da diocese. Com eles vai o Bispo que os consagrou e benzeu, vai o Bispo princípio e fundamento da unidade da Igreja local. O Bispo que por eles se fará presente ao Batismo, à Confirmação e à Unção dos Enfermos que se celebrem em toda a diocese.

 

É esta comunhão e unidade que queremos aqui significar, viver e aprofundar. Do Bispo com o seu presbitério. Unidade que, naturalmente, será vivida e dará corpo a toda a ação pastoral diocesana. Unidade com o povo que servimos.

 

2 – Vivemo-la, esta celebração, como uma grande festa do sacerdócio. Do sacerdócio que partilhamos Bispo e Presbíteros, o Sacerdócio ministerial.


3 – Somos “ungidos do Senhor” como proclama o profeta e Jesus diz de si mesmo. O mesmo se pode dizer de todo o batizado, sabemo-lo, mas nós somo-lo a título especial. Pela ordenação sacerdotal que confirma e aprofunda a consagração do batismo, Deus que nos chamou a si, passa a possuir-nos duma maneira toda especial.

 

4 – Aqui, nesta particular pertença ao Senhor, radica uma acrescida exigência de santidade para todo o sacerdote. Uma especial configuração com Cristo em quem atuamos para o bem de toda a Comunidade cristã, também ela constituída em povo sacerdotal, em reino de sacerdotes, chamado a oferecer-se em sacrifício ao Pai pelo bem dos homens por quem entregou o seu Filho.

Por isso o “homem de Deus” que somos, que é cada um de nós, hhá-de ser também um “homem de oração”, como dizia o Santo Padre São João Paulo II. Homem do silêncio. Da reflexão. Da meditação. Chamado a ler e a ver a história á luz do Jesus que o apaixonou, à luz do Pai, o Senhor, a origem e a meta da vida. Homem que, nessa vida, no mundo das relações dos homens, sabe ouvir a palavra de Deus que permanentemente o interpela. Diferentes, temos de ter e de ser uma palavra sempre nova, de acordo com a novidade do cada tempo.

 

5 – Diferentes, e por tudo isso, somos chamados a um particular convívio com Jesus. Que precisamos de conhecer bem, sempre melhor. Esse Jesus que está na origem do nosso ser cristão e sacerdotal, esse Jesus que é o grande inspirador da vida. Esse Jesus que arrastou atrás de si novos e velhos, doentes e pecadores, estrangeiros e conacionais. Esse Jesus que precisamos e anunciar com mais entusiasmo e ardor, com novas expressões. Esse Jesus a quem somos conduzidos Maria, para, a partir dele, partirmos para os homens, como nos dizia o nosso saudoso D. António Francisco.

 

6 – É de facto para nos enviar, que o Pai nos chama, que o Pai nos unge com o seu Espírito. A consagração é para a missão. Diria que é na missão que a consagração acontece. Trata-se da radicalidade da dinâmica da vida. Acreditamos que é um dom de Deus, abraçamo-la como tal. Mas também é dom, a vida. Isto é, acontece quando se dá. Vivo no dom de mim mesmo. Vivo no esquecimento de mim para ir ao encontro do outro. Vivo amando, morrendo para mim para o que é meu. “Saindo de mim” das minhas coisitas, das minha comodidades que tantas vezes me enleiam e escravizam, para ir à busca de quem precisa de mim, do próximo.

 

7 – Pobres, livres daquela liberdade que decorre da verdade que encontramos em Jesus Cristo – “a verdade vos fará livres” – , é aos pobres que somos enviados: aos cativos e aos cegos, aos oprimidos e aos esquecidos. A todos esses, tantos e tantas, que estão abertos à palavra de Jesus. Abertos à esperança de um futuro melhor. Que aqui não encontram o conforto, a felicidade o bem-estar que esperam.

Nesta dinâmica da missão são os pobres que se dão, são ao pobres que acolhem, na obediência à palavra da salvação, a Jesus Cristo.

 

8 – É neste patamar que hoje e aqui, nesta comunhão e fraternidade que o Espírito cria em nós, vamos renovar as nossas promessas sacerdotais. A nossa fidelidade ao Senhor que nos chamou e nos envia, ao ministério que nos confiou, ao povo que nos entregou.

+ António Maria Bessa Taipa

JUBILEUS SACERDOTAIS

Faz 70 anos de Sacerdócio

Cón. António Augusto de Sousa Marques – 27.03

Fazem 60 anos de Sacerdócio

Padre Manuel Pires Bastos – 03.08

Padre Joaquim da Silva Cardoso – 03.08

Padre Joaquim Moreira Fernandes – 03.08

Padre Manuel Moreira Henriques – 03.08

Padre Cândido Augusto Dias dos Santos – 03.08

Padre Reinaldo Fernandes Moreira – 12.10

Fazem 50 anos de Sacerdócio

D. Pio Gonçalo Alves de Sousa – 15.08.1968

P. João Matias Valente Azevedo – 21.04.1968

P. José Pires diz (Claretiano) – 29.06.1968

Frei Marcos Vilar OP (Dominicano)

Fazem 25 anos de Sacerdócio

P. António Manuel dos Santos Martins – 28.02.1993

P. Júlio de Freitas Pereira (Diocese de Coimbra – Obra da Rua) – 11.07.93

P. Manuel Lopes Ribeiro (Comboniano) – 12.12.93

Faleceram

D. António Francisco dos Santos – 11.09.2017

D. Manuel da Silva Martins – 24.09.2017

P. Alberto da Assunção Tavares – 31.05.2017

P. Joaquim Pereira da Cunha – 26.09.2017

P. José Múrias de Queiroz – 01.10.2017

P. Aurélio Martins de Sousa marques – 04.10.2017

P. Mons Manuel da Costa Mota – 22.10.2017

P. Valdemar Alves Pinto – 20.11,2017

P. José Augusto Monteiro da Costa – 06.12.2017

P. Joaquim Fernando Teixeira Pacheco – 05.01.2018

P. Timóteo Pereira – 06.01.2018

P. António Alves de Sousa (Redentorista) – 19.03.2018

P. Frei Avelino de Amarante (Carlos Fernando Pereira de Carvalho- Capuchinho) 21.03.2018

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

Entrada Solene de D. Manuel Linda na Diocese do Porto

Agência Ecclesia

Recursos Gráficos
2018-07-13 15:07:10
Word
2018-07-13 14:53:13
Google Calendar - .CSV
2018-07-13 14:52:18
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.