Faixa publicitária
Ordenação Presbiteral e Diaconal a 8 de dezembro na Igreja de S. Lourenço PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Notícias - Notícias

No próximo sábado dia 8 de dezembro, Solenidade da Imaculada Conceição, Padroeira do Seminário Maior do Porto, o Senhor D. Manuel Linda ordenará um presbítero e quatro diáconos na Igreja de S. Lourenço (Grilos).


É um dia de festa para os seminários diocesanos e religiosos. Dois alunos, o Tiago Santos de Chave – Arouca e o Micael Silva de São Martinho de Recezinhos – Penafiel, frequentaram o nosso pré-seminário, bem como o seminário menor e o seminário maior. O Diácono João Pedro Ribeiro de Santo Tirso, fez o acompanhamento vocacional em ordem ao seminário maior e depois de um tempo como candidato e ingressou no Seminário da Sé.

Outros dois alunos que serão ordenados no diaconado pertencem a congregações religiosas: claretianos e consolata. Têm, certamente, o seu trajeto vocacional e formativo mais complexo, como complexa é a vida religiosa hoje em dia. A escassez de vocação autóctones tem levado muitas famílias religiosas a acolher e formar pessoas que vêm de outras latitudes, ambientes culturais e eclesiais distintos. O que realmente se configura como um desafio e uma oportunidade para experimentar e pôr à prova a universalidade da Igreja.

Recordo, por estes dias, o que disse aos reitores dos seminários maiores de todo o mundo, em audiência privada, o Santo Padre, Papa Francisco, em outubro de 2017, aquando do congresso de estudo da nova Ratio: o acompanhamento da vocação assemelha-se ao trabalho do oleiro que vai moldando pacientemente o barro até ele adquirir a forma de arte que servirá a alguém. O trabalho das estruturas de acompanhamento vocacional e formação sacerdotal é um trabalho paciente, demorado e delicado. Os frutos que agora a Igreja vai colher, com estes ordinandos, ainda não estão completamente maduros. Só o crivo do serviço ministerial os apurará e tornará aptos para a doação plena e total.

Por isso a nova Ratio insiste na ligação íntima entre formação inicial e formação contínua. Os seminários consolidarão o seu ambiente formativo se aqueles que aqui foram formados aqui tornarem com frequência para partilharem as alegrias e as esperanças do início do ministério. O dia das ordenações é um momento litúrgico de altíssimo significado espiritual e eclesiológico, pois permite a comunhão do bispo com o seu presbitério que apresenta nessa celebração uma dimensão de fertilidade abundante.

O rito da ordenação atinge o seu ponto culminante com a oração de ordenação invocando sobre os ordinandos a acção do Espírito Santo. A santidade dos ministros não se esgota na perfeição humana e intelectual dos mesmos. A santidade dos sacerdotes verifi case na comunhão do sangue de Cristo, que eles devem saber dar, por sua vez, inteira e livremente em obediência ao bispo que os ordena ou aos seus legítimos superiores. Sabiamente afirmava São Bento que quem obedece a um superior obedece ao próprio Deus. Não há engano no exercício da obediência, porque Deus quer o melhor para cada um dos que chama e envia.

Cónego José Alfredo, Reitor do Seminário Maior do Porto


 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Quer receber as nossas novidades no seu e-mail? Subscreva a nossa Newsletter especificando o seu endereço de e-mail:

Entrada Solene de D. Manuel Linda na Diocese do Porto

Agência Ecclesia

Recursos gráficos
2019-02-19 11:37:35
Word
2019-02-19 11:30:14
2019-02-07 18:10:08
Faixa publicitária
Faixa publicitária


© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.