Ciclo A Igreja em saída: Viagem pela Igreja de Francisco Versão para impressão
Notícias - Notícias Secretariados

Em sintonia com o lema do ano 2018/2019 e no contexto do Ano Missionário especial (outubro de 2018-outubro de 2019), o CCC, conjuntamente com a Formação do Diaconado Permanente e o Secretariado Diocesano das Missões, promove o ciclo A Igreja em saída: Viagem pela Igreja de Francisco, a realizar entre outubro e dezembro de 2018.

O ciclo apresenta o estilo pastoral do papa Francisco e o seu modo de ver a missão da Igreja, recorrendo a três documentários comentados:

9 de outubro: Francisco, o papa das periferias

Comentário: José M. Pacheco Gonçalves

 

6 de novembro: Cruzes e esperanças do mundo

Comentário: Alípio Barbosa

4 de dezembro: Maria Madalena: As mulheres na Igreja

Comentário: Maria Filomena Reis

Todas as sessões decorreram no dia referido às 21.00 horas.

A entrada é livre, não sendo necessária inscrição prévia.

Na primeira sessão, a 9 de outubro, às 21 horas, será projetado o documentário Francisco, o papa das periferias.

Na primeira parte, partindo do mote “Cristo habita nas periferias” e da perceção de que a Igreja se encontra a si mesma quando sai de si mesma, apresenta-se a evangelização das periferias como uma das prioridades do papa Francisco, atendendo ao facto de as periferias se assumirem como um grande desafio para um futuro humano e pacífico das sociedades contemporâneas. A atenção pontifícia à periferias é enquadrada no percurso de Francisco, nomeadamente no seu contexto latino-americano e na sua filiação jesuítica, mas também na perceção da polissemia do termo “periferia”, aberto não só às periferias geográficas e políticas, mas também às periferias existenciais, que incluem todas as bolsas de população excluída e à margem, também na América do Norte e na Europa.

Na segunda parte, percorrem-se os momentos e os factos mais salientes dos cinco anos de pontificado de Francisco, reveladores de uma Igreja em saída e de um pontífice “pároco do mundo”, nas suas palavras, nos seus gestos e encontros pessoais. Desde o início do seu pontificado começou a mudar a Igreja com o olhar dirigido aos últimos, mas também a um mundo lacerado por velhos e novos conflitos.

O P. José Maria Pacheco Gonçalves, muito familiarizado com a atividade da Santa Sé pelos seus longos anos de trabalho na Rádio Vaticano, introduzirá e comentará a projeção.

 

Endereço Original: http://www.diocese-porto.pt/?option=com_content&id=3796

© Diocese do Porto, Todos os Direitos Reservados.