POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Sínodo: Vaticano divulgou lista de participantes na reflexão sobre Amazónia


O Vaticano divulgou hoje a lista dos 185 membros participantes da Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a região Pan Amazónica, com início no Vaticano no próximo dia 6.

A sala de imprensa do Vaticano elenca o nome de todos os participantes e equipa que estará na organização, na escrita e na divulgação do encontro até ao dia 27 de outubro, onde se encontra o nome do sacerdote Sérgio Leal, natural da diocese do Porto que se encontra a estudar Teologia Pastoral, em Roma, e será assistente da secretaria-geral do Sínodo.

O comunicado lembra que a Assembleia Sinodal é presidida pelo Papa Francisco, seguida do secretário-geral o cardeal Lorenzo Baldisseri e dos presidentes delegados, os cardeais Enrique Porras Cardoso, Pedro Barreto Jimeno e João Braz de Aviz.

O Sínodo terá como relator geral o cardeal Claudio Hummes, como secretários especiais o padre Michael Czerny e o monsenhor David Martinez de Aguirre Guinea.

A Assembleia estará representada por circunscrições eclesiásticas dividindo-se por quatro bispos das Antilhas, 12 da Bolívia, 58 do Brasil, 15 da Colômbia, sete do Equador, 11 do Perú, sete da Venezuela; estarão 13 chefes dos Dicastérios da Cúria Romana (equivalente a ministérios no governo português), 33 membros de nomeação pontifícia, 15 representantes da União de Superiores gerais, 19 membros do Conselho pré-Sinodal e o subsecretário do Sínodo para os Bispos.

No elenco dos 12 convidados especiais está o ex-secretário geral das Nações Unidas Ban Ki-moon, também o subdirector General do Departamento de Clima, Biodiversidade, Terra e Água da FAO, René Castro Salazar, o presidente do Congresso de Organizações Indígenas Amazónicas, José Gregorio Díaz Mirabal, também Carlos Alfonso Nobre, cientista, Prémio Nobel da Paz 2007 e membro da Comissão de Ciências Ambientais do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Brasil.

Foram ainda convidados a participar 25 especialistas e colaborares; haverá 55 pessoas constituídas por leigos e pessoas consagradas que têm trabalhado na região panamazónica e serão “ouvintes”.

A comissão para a informação será presidida por Paolo Ruffini, do Dicastério para a Comunicação da Santa Sé e a Comissão para as contestações será presidida pelo cardeal Giuseppe Versaldi.

LS