POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Católica: III Encontro com párocos abordou os desafios da comunicação em tempo de pandemia


O Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa (UCP) convidou os párocos da diocese do Porto para o encontro de 2021 no Campus Porto. Um encontro anual que já vai na terceira edição e que decorreu na quinta-feira, 21 de janeiro, em versão online. Uma oportunidade para apresentar as dinâmicas da Universidade ao serviço da Igreja e ouvir os desafios e opiniões dos párocos. O encontro deste ano contou também com a presença de párocos da diocese de Vila Real e ainda os alunos do 6º ano de Teologia e do Ano Pastoral.

No início do encontro, Isabel Braga da Cruz, presidente do Centro Regional do Porto da UCP e D. Armando Domingues, bispo auxiliar do Porto, saudaram e agradeceram a participação de todos. Maria Lopes Cardoso apresentou e moderou esta iniciativa.

Sobre “os desafios da comunicação na pandemia”, falou Rodrigo Viana de Freitas, CEO da Agência Central de Informação que sublinhou as transformações que as redes sociais trouxeram à comunicação pública.

Em particular, referiu-se aos impactos trazidos pela pandemia: a aceleração digital com o aumento de consumo das redes sociais e a consequente transformação dos conteúdos.

Apontou dois exemplos de eficácia na comunicação da Igreja: o Santuário de Fátima com 1,2 milhões de seguidores no Facebook e o Twitter do Papa Francisco com cerca de 50 milhões de seguidores.

Rodrigo Viana de Freitas lançou algumas ideias para uma comunicação eficaz: a qualidade do conteúdo, o compromisso da regularidade, um rigoroso planeamento, a disponibilidade para ouvir os outros e a profissionalização da comunicação.

De seguida, o padre António Vicente, pároco de Alcanede e responsável da Pastoral Familiar da Vigararia de Rio Maior, na diocese de Santarém apresentou o projeto Grande Luz criado em 2020.

Tudo começou com a missa online e o terço e “as pessoas começaram a aderir ao Facebook da paróquia” – afirmou. Neste Natal a Igreja foi à família em Alcanede e foi criado um projeto chamado “E o povo viu uma grande luz”. Uma proposta vídeo para dar voz às pessoas. E os testemunhos transmitidos reforçaram nas famílias os laços entre si – salientou o padre António Vicente.

Também foi apresentado no III Encontro com os párocos da UCP o Centro de Criatividade Digital (CCD) da Escola das Artes. Uma comunicação de André Baltazar, vice-diretor da Escola das Artes. O CCD é uma infraestrutura de produção e investigação e desenvolvimento com recurso a tecnologias de ultima geração, na área da criatividade digital. Especialmente, no âmbito do som e imagem e da conservação e restauro.

Coube a D. António Augusto Azevedo, bispo de Vila Real, concluir este Encontro assinalando ter sido um evento com comunicações muito sugestivas para a vida pastoral da Igreja. Referiu também a importância desta iniciativa para o fortalecimento de laços entre o clero e a UCP.

 

Por Rui Saraiva