POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Igreja das Taipas: celebração no 1º de maio, Dia de S. José Operário


No próximo sábado 1 de maio terá lugar, na Igreja de S. José das Taipa no Porto, uma Eucaristia presidida por D. Manuel Linda, bispo do Porto. Segundo comunicado enviado à redação de VP, esta celebração é uma iniciativa da Irmandade das Almas de S. José das Taipas e contará com a participação de representantes das Confederações Sindicais, CGTP e UGT e das Confederações Patronais da Indústria, do Comércio e do Turismo.

“São estas entidades que, na concertação social, valorizam e dignificam o papel do trabalho” – refere a nota de imprensa.

Esta celebração na única Igreja do Porto dedicada a S. José toma inspiração na Carta Apostólica do Papa Francisco “Patris Corde” dedicada a S. José neste ano especial que assinala os 150 anos da sua proclamação como padroeiro universal da Igreja.

Escreve o Santo Padre: “São José era um carpinteiro que trabalhou honestamente para garantir o sustento da sua família. Com ele, Jesus aprendeu o valor, a dignidade e a alegria do que significa comer o pão fruto do próprio trabalho». (…) «A crise do nosso tempo, que é económica, social, cultural e espiritual, pode constituir para todos, um apelo a redescobrir o valor, a importância e a necessidade do trabalho para dar origem a uma nova «normalidade», em que ninguém seja excluído.”

Na celebração estarão presentes “representantes das grandes famílias de cuidadores da nossa cidade, «vizinhos» da Igreja de S. José das Taipas” porque nestes “meses duros que estamos a viver mostraram-nos que devemos aprender a cuidar uns dos outros”.

“Os que cuidam da Justiça, através do representante do Tribunal, os que cuidam da Saúde, através do representante da Ordem dos Médicos e os que cuidam do ensino e do saber, através do Reitor da Universidade do Porto” – refere a nota.

A Irmandade das Almas de S. José das Taipas informa que “atendendo às regras que estão estabelecidas, para as cerimónias religiosas, quanto à lotação e ao distanciamento físico a participação na cerimónia está sujeita a marcação prévia e a confirmação pela Irmandade”.

RS

Foto: DR