POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Liberdade religiosa: relatório será apresentado na Diocese do Porto (19 maio)


Fundação Ajuda à Igreja que sofre (AIS) publica anualmente um Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo. 

O Relatório 2021 sobre a Liberdade Religiosa no Mundo será apresentado na Diocese do Porto no próximo dia 19 de Maio pela 21h e contará com a presença de D. Armando Domingues, Bispo Auxiliar da Diocese do Porto e Presidente da Comissão Episcopal Missão e Nova Evangelização.

A apresentação será realizada online através da plataforma Zoom e estará ao cargo da Catarina Martins de Bettencourt, Directora da Fundação AIS.

 

Código de acesso ao Zoom

Código de acesso ao Zoom

 

Relatório 2021 sobre a Liberdade Religiosa no Mundo, produzido pela fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre [AIS/ACN], indica que a liberdade religiosa sofre graves violações num em cada três países. Este direito fundamental não foi respeitado em 62 dos 196 países do mundo. Em 26 destes países as pessoas sofrem perseguição, e em 95% deles, a situação tornou-se ainda pior durante o período em análise.

Publicado pela primeira vez em 1999, o relatório bienal analisa até que ponto o direito humano fundamental à liberdade religiosa, protegido pelo Artigo 18º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, é respeitado para todas as religiões nos 196 países do mundo.

O objectivo desta apresentação que se deseja alargar a todas as dioceses do país, visa ajudar a compreender a importância do trabalho de organizações como a Fundação AIS que procuram aliviar o sofrimento dos que são vítimas da perseguição religiosa e que tantas vezes estão completamente abandonados no seu sofrimento.

Os dados do Relatório podem ser um incentivo para a mobilização de todos no apoio às comunidades mais atingidas pela intolerância e fanatismo de grupos terroristas, movimentos, organizações e até de governos.

(inf: AIS)