POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Mensagem para o Dia Mundial do Doente. Papa aconselha a objeção de consciência aos profissionais de saúde


O Vaticano revelou esta sexta-feira a mensagem para o próximo Dia Mundial do Doente, que se assinala a 11 de fevereiro, na qual o Papa se dirige aos doentes, aos cuidadores e aos profissionais de saúde.

No texto, Francisco reafirma que a vida deve ser “acolhida, tutelada, respeitada e servida desde o seu início até à morte” e que se trata de uma exigência “tanto da razão como da fé em Deus, autor da vida”.

Perante tantas formas de sofrimento, “nota-se por vezes carência de humanidade, pelo que se revela necessário, para uma cura humana integral, personalizar o contacto com a pessoa doente acrescentando a solicitude ao tratamento”, acrescenta a mensagem.

O Papa pede ainda aos profissionais de saúde que “o substantivo «pessoa» venha sempre antes do adjetivo «doente» e que a sua ação “tenha em vista constantemente a dignidade e a vida da pessoa, sem qualquer cedência a atos de natureza eutanásica, de suicídio assistido ou supressão da vida, nem mesmo se for irreversível o estado da doença”.

“Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, que Eu hei de aliviar-vos” é o título da XXVIII mensagem para o Dia Mundial do Doente. Leia aqui na íntegra.

 

Foto: Joana Bourgard/RR