POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Padre Manuel Luís Brito é o novo presidente da Obra Diocesana de Promoção Social


Nesta segunda-feira dia 26 de abril tomou posse uma nova direção da Obra Diocesana de Promoção Social (ODPS) para o quadriénio 2021-2024.

Foi o próprio bispo do Porto a dar a notícia sobre a nova liderança da ODPS, através da sua conta na rede social Twitter, na quinta-feira dia 22 de abril. D. Manuel Linda informou no seu texto que a ODPS passava a ser dirigida por “um grupo de leigos coordenados pelo padre Manuel Luís Brito”.

Efetivamente, segundo a nomeação episcopal o novo Conselho de Administração terá como presidente o padre Manuel Luís Leão Pacheco de Brito, pároco de Freamunde e Raimonda. Terá como colaboradores diretos o secretário João Salvador Velez Pacheco de Amorim, o tesoureiro Paulo Alexandre Vieira Correia e ainda os vogais da direção Vítor Emanuel Lopes de Andrade de Almeida Devesa e Vítor Manuel Reis de Azevedo Moreira Bártolo.

O novo Conselho Fiscal agora empossado terá como presidente o padre André David de Vasconcelos Aguiar Soares, o secretário José Maria Gagliardini Graça da Silveira Montenegro e o vogal Francisco José Marques Ferreira.

No seu discurso de posse, o novo presidente da ODPS assinalou a importância das organizações do “terceiro setor” na “criação de emprego, na prestação de bens e serviços para satisfazer necessidades vitais” e também “na defesa dos direitos sociais”.

O padre Manuel Luís Brito lembrou o “contexto atual de dificuldade económica” de verdadeira “emergência de novos problemas sociais” afirmando que “tem existido um menor apoio do Estado às Instituições sociais” com a natural consequência de uma “sustentabilidade financeira cada vez mais difícil”.

“Das 5547 instituições sociais do nosso país, 40% apresentam resultados negativos. Esta é também certamente um problema da Obra Diocesana e que teremos como missão de acautelar” – afirmou o novo presidente da ODPS.

O padre Manuel Luís Brito frisou a importância dos “pequenos gestos” como método para um mandato que deseja viver “com honestidade. Com paciência. Com perseverança. Com temperança. Com coragem. Com humildade” – declarou.

“Com espírito de compromisso e estabilidade, proximidade, afeto, preferência pelos excluídos, honestidade, convergência no essencial, rejeição de messianismos pessoais, no respeito pela diferença e pelo pluralismo, na construção duma comunidade mais justa, mais fraterna e mais solidária” – afirmou ainda o padre Manuel Luís Brito.

Recordemos que a Obra Diocesana de Promoção Social foi criada em 1964 e comtempla 12 Centros Sociais, com 9 Creches, 9 Estabelecimentos de Educação Pré-Escolar, 6 Centros de Atividades Tempos Livres, 9 Centros de Dia, 9 Centros de Convívio, 10 Serviços de Apoio Domiciliário, 10 Serviços de Cantina Social e o CAFAP- Centro de Apoio à Família e Aconselhamento Parental, que serve cerca de 2000 Utentes. A ODPS tem 358 Colaboradores.

Por Rui Saraiva - Voz Portucalense

Foto: João Lopes Cardoso