POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Seminário do Bom Pastor pronto para receber doentes


Pavilhão disponibilizado pela diocese do Porto já está preparado para receber doentes covid-19. Espaço tem capacidade para 50 camas, número que poderá aumentar para 80. 

A diocese do Porto disponibilizou o pavilhão 4 do Seminário do Bom Pastor para ajudar doentes covid em recuperação. Tal como já tinha feito durante o confinamento dos meses de março e abril deste ano. Na altura essa disponibilidade não chegou a ser necessária.

Entretanto, neste período de início de outono em que se verifica um grande aumento dos contágios por coronavírus, provocando maior pressão no Sistema Nacional de Saúde, as autoridades governamentais decidiram instalar no Seminário do Bom Pastor um Centro Distrital de Retaguarda para doentes covid-19.

“A Diocese do Porto voltou a disponibilizar o pavilhão 4 do Seminário do Bom Pastor, para hospital de acolhimento de vítimas da Covid” – escreveu D. Manuel Linda numa mensagem na sua conta de Twitter na terça-feira, 20 de outubro.

Em declarações à Agência Lusa, o secretário de Estado da Mobilidade, Eduardo Pinheiro, revelou que o espaço terá capacidade para 50 camas, número que poderá aumentar para 80.

Eduardo Pinheiro que é também responsável pela coordenação do estado de calamidade na região norte de Portugal, declarou à Lusa que “o objetivo deste centro é dar resposta à pressão atual que se faz sentir nos hospitais”. “Esta opção será alargada a todos os distritos da região” – revelou ainda o secretário de Estado após uma reunião na Administração Regional de Saúde do Norte.

A montagem deste Centro Distrital de Retaguarda teve a colaboração da Proteção Civil do Porto e da Segurança Social. O espaço servirá para receber doentes em condições de continuar a recuperação fora dos hospitais, mas que não tenham retaguarda ou condições em casa ou nas instituições onde vivem.

RS