POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

JMJ 2023: símbolos já têm calendário de peregrinação


A Cruz e o Ícone mariano vão peregrinar a partir de novembro nas dioceses de Portugal. De 8 de julho até 15 de agosto de 2021 os símbolos da JMJ vão estar em Angola. Espanha e Polónia também os vão receber nos próximos meses.

 

Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2023 já têm calendário para peregrinarem em Portugal. Segundo divulga a organização do evento nesta quinta-feira dia 1 de julho, a Cruz peregrina e o Ícone mariano “Salus Populi Romani” vão percorrer as 21 dioceses do país entre novembro de 2021 e julho de 2023, permanecendo um mês em cada uma delas.

A peregrinação seguirá o seguinte itinerário de dioceses: Algarve, Beja, Évora, Portalegre- Castelo Branco, Guarda, Viseu, Funchal na Madeira, Angra do Heroísmo nos Açores, Lamego, Bragança-Miranda, Vila Real, Porto, Setúbal, Forças Armadas e de Segurança, Viana do Castelo, Braga, Aveiro, Coimbra, Leiria-Fátima, Santarém e finalmente Lisboa em julho de 2023.

Entretanto, antes da peregrinação em Portugal, os símbolos da JMJ vão peregrinar em Angola já no próximo dia 8 de julho e até 15 de agosto deste ano de 2021. Prevista também a peregrinação nos próximos meses em Espanha e na Polónia. Com “datas a anunciar brevemente” – refere a organização da JMJ Lisboa 2023 em comunicado.

De destacar ainda que entre os dias 4 e 7 de agosto de 2022 a Cruz e o Ícone vão estar presentes na Peregrinação Europeia de Jovens, em Santiago de Compostela.

Nos meses que antecedem cada JMJ, os símbolos partem em peregrinação para serem anunciadores do Evangelho e acompanharem os jovens nas realidades em que vivem.

 

Itinerário dos Símbolos JMJ nas dioceses

  • Novembro 2021: Diocese do Algarve
  • Dezembro de 2021: Diocese de Beja
  • Janeiro 2022: Diocese de Évora
  • Fevereiro 2022: Diocese de Portalegre- Castelo Branco
  • Março de 2022: Diocese da Guarda
  • Abril de 2022: Diocese de Viseu
  • Maio de 2022: Diocese de Funchal
  • Junho de 2022: Diocese de Angra
  • Julho de 2022: Diocese de Lamego
  • Agosto de 2022: Diocese de Bragança- Miranda
  • Setembro de 2022: Diocese de Vila Real
  • Outubro de 2022: Diocese do Porto
  • Novembro de 2022:  Diocese de Setúbal
  • Dezembro de 2022: Diocese das Forças Armadas e Segurança
  • Janeiro de 2023: Diocese de Viana do Castelo
  • Fevereiro de 2023: Diocese de Braga
  • Março de 2023: Diocese de Aveiro
  • Abril de 2023: Diocese de Coimbra
  • Maio de 2023: Diocese de Leiria-Fátima
  • Junho de 2023: Diocese de Santarém
  • Julho de 2023: Diocese de Lisboa

Por Rui Saraiva - Voz Portucalense