POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Covid-19: no Porto o Projeto Porta Solidária dá jantar a cada vez mais pessoas


A crise gerada pela epidemia do coronavírus está a provocar um aumento na procura de refeições no Projeto Porta Solidária. Na paróquia da Senhora da Conceição não há mãos a medir para acudir àqueles que necessitam e ajuda neste momento de aflição. São “uma média de 270 pessoas” as que recorrem agora ao projeto, quando no passado eram cerca de 160, recorda o padre Rubens Marques em declarações recentes à Agência Ecclesia.

Em declarações à VP o pároco da Senhora da Conceição afirmou que “o Lava-Pés de Quinta-Feira Santa já está a ser feito agora no Porta Solidária”. A Igreja “que é alta e bem arejada”, salientou o padre Rubens, está aberta para a oração todos os dias e aos domingos é exposto o Santíssimo Sacramento das 10h às 18h. Mas, o projeto Porta Solidária é o único trabalho ativo na paróquia, concentrando as forças da comunidade.

De destacar que o padre Rubens quis sublinhar ainda nas suas declarações à VP o excelente trabalho que o NPISA, Núcleos de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo da Câmara Municipal do Porto está a realizar no apoio às medidas que a autarquia está a tomar neste período de crise epidémica.

O projeto Porta Solidária precisa da ajuda de todos, não obstante o contributo que empresas, instituições e particulares já vão dando. Fruta, iogurtes e legumes são sempre bem-vindos.

São duas as equipas de voluntários com cerca de 20 pessoas cada. As normas de desinfeção e prevenção são criteriosamente respeitadas durante a epidemia de coronavírus que estamos a viver.

O projeto Porta Solidária existe desde 2009 e funciona na Igreja da Senhora da Conceição, Praça Marquês de Pombal, 111 no Porto, de segunda a Domingo das 18h às 20h.

RS