POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Juventude mexe na Vigararia de Santo Tirso


A pastoral da Igreja com jovens aqui em Santo Tirso tem vindo a renovar-se ao longo dos anos, e neste momento posso afirmar que está na sua melhor fase desde que assumi esta assessoria.

Sabemos que a Pastoral juvenil está permanentemente com “dores de crescimento”, pois trabalha com jovens e adolescentes, que é uma idade de transição. Os jovens são sempre a esperança da renovação da Igreja e da Sociedade, com a sua generosidade, altos ideais, sede de aventura e Amor autêntico… Facilmente se deixam encantar pela beleza da Fé, que não é mais que ser discípulo e amigo de Jesus, eternamente jovem. Contudo nos dias de hoje, mais do que nunca, há uma imensidão de solicitações que distraem e desviam os jovens do caminho da Fé.

Por isso, mais do que nunca a Igreja que ir ao seu encontro e propor-lhes o que tem de mais belo e precioso, que é a alegria do Evangelho. E é este o “aggiornamento” que a Igreja de S. Tirso tem procurado fazer com os nossos jovens, fomentando o diálogo, a reflexão, a oração e variadas atividades sociais e eclesiais.

Para isso fazemos todos os meses reuniões com delegados de cada paróquia, que representem os grupos de jovens e os 10º anos de catequese. No início deste ano pastoral os jovens reuniram com padres, onde também participou o sr. D. Pio, para juntos refletirmos sobre os novos desafios e propostas que se colocam aos nossos jovens, mormente o caminho de preparação para as JMJ 2022. Desta reunião saíram ideias interessantes, tais como: criar um conselho permanente, complementar à assessoria da juventude, do qual farão parte representantes de todos os setores da Igreja que tenham jovens, catequese da adolescência, grupos de jovens, acólitos, CNE, Coro Vicarial Jovem, um professor EMRC.

A ideia de criar este conselho vem no movimento de inclusão de todos os jovens na pastoral juvenil e não apenas para grupos de jovens. Nesta linha de inclusão e continuidade, decidimos encarregar o mesmo assessor para a catequese e a juventude, pois os 7º anos de hoje serão os jovens que irão às JMJ 2022, por isso começamos já a fazer caminho.

Temos vindo a refletir sobre a melhor forma de aproveitar algumas ideias e métodos da proposta catequética do “Say Yes” para enriquecer as catequeses da adolescência.

Nos próximos dias 8 e 9 de novembro vamos fazer um encontro de jovens em Singeverga, sob o lema do ano pastoral: “como os ramos na videira”. Vamos recordar as JMJ doutros tempos e refletir sobre as próximas JMJ 2022…

Posso afirmar que em S. Tirso não se faz uma pastoral para os jovens, mas são os próprios jovens os atores e protagonistas de uma Igreja jovem que propõem, toma iniciativas, sai do sofá… E exemplo disso é o coro vicarial jovem que foi criado há quase 3 anos (a pedido dos jovens), para animar as celebrações do Crisma vicarial. E devido ao seu brilhantismo e dedicação, têm animado muitas outras celebrações na vigararia e diocese.

Ainda há muito caminho a percorrer com os jovens de S. Tirso, mas o bom trabalho que temos realizado juntos é promissor e enche-nos de esperança.

Queremos fazer uma boa caminhada rumo às JMJ 2022 que é um desafio aos jovens e à Igreja de Portugal, mas também uma excelente oportunidade de renovação e crescimento na Fé.

O caminho está traçado! Vamos calçar as sapatilhas e caminhar!

(inf: padre Felisberto Capela, assessor vicarial)