POLITICA DE COOKIES
Utilizamos cookies para assegurar que lhe fornecemos a melhor experiência na nossa página web. Ao continuar a navegar consideramos que aceita o seu uso.
COMPREENDO E ACEITO

Vigararia de Santo Tirso: Visita Pastoral na Paróquia de Monte Córdova


Entre os dias 09 e 12 de janeiro, a Paróquia de Monte Córdova da Vigararia de Santo Tirso, recebeu D. Pio Alves em Visita Pastoral.

Foram dias intensos mas com grande intencionalidade. Foi preocupação da Paróquia preparar um vasto programa no qual o D. Pio pudesse conhecer e contactar com a realidade da mesma.

Iniciou a Visita à Comunidade Escolar suscitando nas crianças curiosidade e atenção, foi recebido por reis e rainhas e com cantares de Reis, pois este mês a tradição ainda se mantém. Palavras de alento foram deixadas aos professores para que não desistam perante as dificuldades pelas quais o ensino passa atualmente.

Iniciou o segundo dia na Paróquia conhecendo duas Instituições Particulares de Solidariedade Social, a Associação de Solidariedade Humanitária de Monte Córdova que presta apoio às Respostas Sociais de Creche, Jardim-de-Infância, Estrutura Residencial para Pessoas Idosas, Centro de Dia e Apoio Domiciliário. Aqui foi recebido pelas crianças e respetiva direção e também participou num almoço de “Dia de Reis” intergeracional.

D. Pio demonstrou muito interesse em conhecer a história desta Instituição. Questionou e ouviu as dificuldades que existem para se manter de pé uma Instituição daquela dimensão.

Brincou com as crianças, recebeu mimos e afeto e aos idosos deu voz a cada um e deixou a todos uma mensagem de atenção e de cuidado que devemos ter com os mais frágeis (crianças e idosos).

Ainda neste dia, à tarde, conheceu a Instituição “Casa de Acolhimento Sol Nascente” que dá apoio a Pessoas Portadoras de Deficiência. Uma casa especial onde não faltou alegria e preocupação na demonstração de saberes e habilidades ao D. Pio.

Dia 10, dia de S. Gonçalo também Celebrou a Eucaristia na Capela com este nome. Ficou surpreendido pela quantidade de fiéis que lá se deslocaram.

À noite a Paróquia promoveu um encontro com os Grupos Paroquiais que se fizeram representar em grande massa. O Pároco, Padre Manuel Torres, apresentou os representantes dos grupos e estes foram questionados sobre a dinâmica de cada um. Foi um diálogo rico e de incentivo a “não parar”, e não excluir ninguém. Deixou dicas para que se possam concretizar alguns projetos que estão em fase de avaliação, tal como as obras de reestruturação do Salão Paroquial.

No sábado o dia começou com a visita ao Património, nomeadamente às Capelas e Centro Pastoral de Nossa Senhora de Fátima. Acompanhado pelo Pároco e por alguns membros da Fábrica da Igreja e Conselho Paroquial o D. Pio conheceu os vários locais de culto: “Capela de Santo António Molelo”, e “Centro Pastoral de Nossa Senhora de Fátima”, “Capela de Nossa Senhora de Valinhas”, “Capela do Senhor do Padrão” e “Capela de Santa Luzia”. Contactou também com as zeladoras das mesmas e com Comissões de Festas.

Da parte da tarde, no Salão Paroquial repleto, D. Pio esteve em contacto com as crianças e adolescentes da Catequese, que, com muita curiosidade o questionaram sobre vários temas. Foi um momento descontraído onde no final deu uma palavra aos catequistas para que não tenham medo, que façam catequese não só nas salas de catequese mas junto dos idosos, das pessoas que estão sós e que precisam de conforto ou de um ombro amigo.

Seguiu-se a Eucaristia, a Igreja estava repleta de fiéis, crianças, adolescentes, jovens, representantes de todas as Associações da Terra, Junta de Freguesia demonstraram que a Comunidade Paroquial está viva.

Finda a Eucaristia, no adro da Igreja estavam expostos os Presépios que cada Associação construiu durante o Advento. Todos eles tinham um elemento comum, a videira. Estes Presépios foram “Lugar de Encontro” para a população Cordovense. D. Pio benzeu-os e ofereceu a cada representante das Associações uma lembrança de participação. O Rancho Folclórico brindou-nos com o “Cantar das Janeiras”. As pessoas juntaram-se ali para confraternizar. Foi um belo momento de partilha e união.

O Executivo da Junta de Freguesia também recebeu o D. Pio na sede da mesma. Num ambiente acolhedor e sereno surgiram conversas sobre a situação da freguesia, preocupações, apoio aos carenciados e D. Pio sugeriu que a Junta também esteja atenta ao Património das Capelas pois poderá contribuir para que estas não se degradem.

No encontro com os crismandos, D. Pio conheceu-os e referiu a importância deste Sacramento. Ao receberem os dons do Espírito Santo vão ficar fortalecidos na fé e devem continuar a demonstrá-la.

Este dia terminou num jantar de confraternização com o Pároco, D. Pio, Conselho Paroquial, Executivo da Junta de Freguesia e Representantes de todas as Associações. Foi um belo momento de união, partilha e alegria.

No último dia da Visita Pastoral culminou com a Celebração do Sacramento da Confirmação. Dezasseis jovens e treze adultos receberam este Sacramento. A eles D. Pio dirigiu-se dizendo para “não terem medo de ser diferentes”, “Sois Sal e Luz”, sal na terra e luz que ilumina o mundo.

Foi uma bela cerimónia que terminou com palavras de agradecimento do Pe Torres ao D. Pio pela presença viva nesta Paróquia. “Deixou-nos muito felizes”.

D. Pio veio reavivar e reafirmar a vontade da Comunidade Cordovense.

“Não vamos esmorecer e apesar de sermos uma comunidade viva, não vamos parar!”

Teremos viva a ideia em darmos especial atenção aos mais frágeis e aos que estão sós. Somos Batizados e queremos manter viva essa força que nos alimenta.

D. Pio Alves os nossos sorrisos foram verdadeiros e estes dias ficarão marcados no nosso coração.

(inf: Patrícia Silva)